Biblioteca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

O PIOR CEGO É AQUELE QUE NÃO QUER ESCUTAR: RELAÇÕES ENTRE O OLHAR E A VOZ EM PSICANÁLISE

Por Mauro Mendes Dias

O artigo parte dos pontos de ligação entre um ditado popular e a psicanálise: há a
cegueira do pior cego se fazendo ativamente cego à verdade, e também aquela fruto do encontro
com a verdade – cegueira esta presente nos três tempos da constituição do olhar. A verdade
comparece como um elemento que vem barrar, impedindo que o sujeito se mantenha com as
mesmas convicções. Olhar e a voz são também comandados por discursos como a propaganda
e o marketing, os quais promovem diferentes posições subjetivas para abordar o mundo. Se o
olhar e a voz podem ser transformados em objetos que causam a busca de um gozo inédito, é
menos pelo que eles mostram, e mais pelo que sugerem, ou seja, pelo que encobrem da
realidade.