Biblioteca

Generic selectors
Exact matches only
Search in title
Search in content
Post Type Selectors

ENLAÇAMENTOS DA DISPARIDADE SUBJETIVA COM A TRANSFERÊNCIA ANALÍTICA

Por Mauro Mendes Dias

O artigo parte da necessidade de que haja uma dupla retificação para que a transferência seja
tratada de forma compatível com a experiência psicanalítica. Aborda a topologia e os tempos da
transferência. Indica que afirmar que existem enlaçamentos da disparidade subjetiva com a transferência
analítica implica admitir que a disparidade subjetiva se esclarece pela sustentação da transferência com
o desejo do analista. Traz a noção de enlaçamento como condicionante da constituição de um laço que
participa sempre da ausência de igualdade, tanto quanto de harmonia. Aponta tática, estratégia e política
como os nomes das três posições do analista na direção da transferência como sinônimo da direção do
tratamento. Afirma que só é possível sustentar uma íntima ligação da direção do tratamento com a
direção da transferência à medida que a operação de transformação da demanda em desejo seja
agenciada pelo desejo do psicanalista.