Folie à deux na relação mãe-filha: Questões da clínica e política do psicanalista